CPMI das Fake News inicia discussão e votação de requerimentos nesta terça

CPMI das Fake News inicia discussão e votação de requerimentos nesta terça Destaque

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News inicia a discussão e votação de requerimentos na próxima terça-feira (10), no plenário 10 do Senado Federal.

O senador Angelo Coronel (PSD-BA) é o presidente da CPMI, enquanto a deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) foi indicada como relatora.

O objetivo da comissão, composta por 15 senadores e 15 deputados, é investigar a criação de perfis falsos e ataques cibernéticos nas diversas redes sociais, com possível influência no processo eleitoral e debate público, em um prazo de 180 dias.

Acirramento

Os embates sobre a discussão tiveram início antes mesmo das definições principais de presidência e relatoria. O deputado federal Alexandre Leite (DEM-SP), autor do requerimento de criação da CPI, foi contrário à indicação de Lídice como relatora.

O parlamentar afirmou que o propósito da Comissão seria prejudicado com a relatoria da deputada baiana, que utilizaria o cargo para fins políticos, já que integra a oposição na Câmra Federal. Ele se retirou da Comissão.

O deputado Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara, se manifestou afirmando que durante as eleições de 2018 houve denúncias sobre o uso de fake news para desestabilização da democracia brasileira. Segundo ele, a disseminação de notícias falsas por meios tecnológicos corrompeu as regras eleitorais e, por isso, é necessário investigar este processo.

About Author

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.