Gilmar Mendes também decide impedir apreensão de livros LGBTs na Bienal do Rio

Gilmar Mendes também decide impedir apreensão de livros LGBTs na Bienal do Rio Destaque

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes acompanhou decisão do presidente da Corte, Dias Toffoli, e decidiu impedir a apreensão de livros com temática LGBT da Bienal do Rio. As informações são do site O Antagonista.

Na decisão, o ministro escreveu que o recolhimento é ato de "censura prévia". "Verdadeiro ato de censura prévia, com o nítido objetivo de promover a patrulha do conteúdo de publicação artística”, argumentou, em decisão neste domingo (8).

Gilmar diz ainda que a ação do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, de apreender as obras é “incompatível com o texto constitucional” e “diminui e menospreza a dignidade humana e o direito à autodeterminação individual”.

About Author

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.