Carnaval 2015: Ordem dos desfiles é divulgada; Confira Carnaval 2015: Ordem dos desfiles é divulgada; Confira

Colabore vai garantir inclusão social a partir de projetos de impacto Destaque

 

Salvador dá mais um passo inovador para tentar reduzir a desigualdade social ainda existe na cidade, ao oferecer um espaço compartilhado para o desenvolvimento de projetos na área. O Centro Municipal de Inovação Colabore foi inaugurado pela Prefeitura nesta sexta-feira (10), no Parque da Cidade, no Itaigara. 

Na ocasião, o prefeito ACM Neto, empreendedores e autoridades visitaram as instalações do primeiro coworking público para microempresas, microempreendedores individuais (MEIs), startups e pessoas que possuam soluções de impacto social para a cidade, mas que também contribuam para atingir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

“O Colabore é um espaço destinado a permitir que vocações sejam despertadas e estimuladas. Temos o objetivo de ajudar, estimular e colaborar com projetos de empreendedorismo social, que são importantes para nossa cidade e que muitas vezes surgem na sociedade, da capacidade intelectual de pessoas que não teriam condições de alugar um escritório para desenvolver grandes projetos, que não tenha um grande financiamento por trás daquela ação", disse ACM Neto. 

"A partir de agora, essas pessoas terão um espaço comum de trabalho, onde serão desenvolvidas ações importantes para o futuro de Salvador, que possam, inclusive, resultar em soluções que signifiquem o aperfeiçoamento de serviços públicos. A parceria com o Sebrae, por meio do SebraeLab, é importante devido à experiência deste parceiro no estímulo ao empreendedorismo a partir do pequeno empresário. Vamos conciliar tudo isso com a visão do social, que é o objetivo principal deste espaço", acrescentou o prefeito. 

O Colabore faz parte da Estratégia de Resiliência de Salvador e é mais uma entrega do eixo Cidade Sustentável do programa Salvador 360. Com investimento de R$ 1,4 milhão e iniciativa coordenada pela Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), o Colabore será operado em parceria com o Sebrae e o Parque Social. 

Ainda este mês, um edital será lançado para selecionar startups, microempresas, microempreendedores individuais (MEIs) e pessoas físicas que possuem ideias de projetos sustentáveis na capital baiana e desejam atuar no local. A seleção vai levar em conta o alinhamento da proposta com os ODS, que orientam as políticas nacionais e as atividades de cooperação internacional.

Para Carlos Melles, presidente do Sebrae nacional, o Colabore é um grande exemplo de política de inclusão. "O Colabore é o espaço de inclusão social mais moderno que um país pode ter. Isso espelha a qualidade e o alcance da gestão do prefeito ACM Neto. Certamente, os estados copiarão esse modelo, que vai buscar no cidadão inquieto, cheio de ideias e sonhos, para que possam por para fora sua capacidade intelectual". 

A estrutura do Colabore é formada por 16 contêineres marítimos antigos que foram reaproveitados e distribuídos em uma área de 2.700m² no Parque da Cidade, próximo ao estacionamento. A proposta do local é ser um ambiente de trabalho compartilhado, favorável à criação e à interação entre a comunidade empreendedora. 

Os usuários terão acesso a escritórios compartilhados, auditório e salas de reunião. Para além dos benefícios da infraestrutura oferecida, os coworkings possibilitarão a convivência com profissionais de diversas áreas, a ampliação da rede de contatos entre empresas e a economia com a redução ou eliminação dos custos de manutenção de sedes próprias.

Os 16 contêineres, que certamente iriam virar lixo, foram distribuídos em oito módulos. Dois deles são reservados para coworkings, com 26 estações de trabalho que permitem a realização de cursos de capacitação na área de inovação e empreendedorismo social de forma periódica, promovendo a aceleração do ecossistema de inovação de Salvador.

Mais 20 estações foram instaladas em outros dois módulos, onde funcionará a
incubadora de negócios sociais In Pacto, uma parceria com o Parque Social. Os negócios apoiados pela iniciativa receberão, de forma gratuita, todo o suporte técnico, operacional, gerencial e estratégico necessários para se desenvolverem, além de estrutura física para a realização de atividades.

Serão oferecidas também metodologias com capacitações coletivas e atividades em grupo, assim como atendimentos individualizados, incluindo consultoria, mentoria e assessoria. Já estão previstas assessorias nas áreas de design, comunicação, marketing, jurídico e contábil; e mentorias que consistem no acompanhamento, a partir do terceiro mês de apoio, com profissionais especialistas em empreendedorismo, impacto social e na área-fim de cada projeto. 

As consultorias abrem e fecham o ciclo de cada empresa e permite a avaliação do nível de evolução após o processo. Outros cinco contêineres abrigarão o atendimento do SebraeLab, realizado em parceria com o Sebrae. A intenção é fomentar a geração de novos modelos de negócio, atraindo empresas e startups com capacidade de desenvolver ideias inovadoras de impacto. 

 

 

About Author

Itens relacionados (por tag)

  • Motoristas de Salvador organizam nova manifestação contra o preço da gasolina

    Movimento está marcado para acontecer no dia 24 de fevereiro, às 20h no Hiper Bompreço, que fica na avenida ACM.
    Os motoristas de Salvador estão se organizando para uma nova manifestação por conta do aumento no preço da gasolina que começou em janeiro deste ano.

    Segundo Rafael Fabrício de Almeida, um dos organizadores, o movimento está marcado para acontecer no dia 24 de fevereiro, às 20h no Hiper Bompreço, que fica na avenida ACM, e vão seguir ao Posto Escola. A primeira edição do protesto foi realizado no sábado (7) e contou com a participação de 50 motoristas de Salvador.
    De acordo com Rafael, a intenção é juntar o maior número de veículos possíveis e abastecerem por R$ 0,50 como forma de indignação pelo aumento do preço.

    "Chega a ser surreal o valor que a gente paga por litro, a depender do posto e da forma de pagamento, o litro pode ultrapassar a casa dos R$ 4. Pior é que essa alta não atinge apenas quem tem carro, mas a todos nós baianos", reclamou.

    Segundo levantamento de preços feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), na semana de 25 a 31 de janeiro, o valor médio do litro da gasolina em 66 postos da capital baiana era de R$ 3,23.

    A mais barata saía por R$ 2,78 e a mais cara por R$ 3,50. O reajuste chegou também no óleo diesel, que aumentou R$ 0,15 por litro, também em função do decreto que mudou o valor da alíquota de impostos federais que incidem sobre o produto.

  • Alba: Governo fica com sete comissões e oposição com três

    Os líderes dos blocos do governo e da oposição entraram em acordo para definir a participação dos deputados nas comissões temáticas da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). Eles acertaram seguir a proporcionalidade partidária da Casa e, assim, a bancada de governo ficará com o comando de sete comissões permanentes, enquanto a oposição ficará com três.

    As comissões são extintas a cada final de legislatura e o prazo para reinstalação é de três sessões plenárias para a indicação dos membros. Pelo acordo firmado, a bancada da maioria ficou com as presidências dos seguintes colegiados: Constituição e Justiça; Segurança Pública e Direitos Humanos; Saúde e Saneamento; Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público; Agricultura e Política Rural; Finanças e Orçamento e dos Direitos da Mulher. Já a bancada da minoria terá presidência das comissões Meio Ambiente Seca e Recursos Hídricos; Desenvolvimento Econômico e Turismo e Defesa do Consumidor.

    Os líderes e vice-líderes da bancada de governo definiram, por meio de votação e em consenso com a liderança da minoria, a composição dos colegiados.

    Requerimentos

    Um requerimento apresentado pela deputada Ivana Bastos (PSD) solicita a reinstalação da Comissão Especial da Ferrovia da Integração Oeste-Leste (Fiol). No documento, a parlamentar reforça a importância da comissão para debater e acompanhar o andamento das obras que estão em execução no estado. Na legislatura passada, Ivana Bastos foi a presidente da comissão.

    O deputado Bira Corôa (PT), que assumiu o mandato na vacância deixada pelo deputado Paulo Câmera (PDT), atual secretário de Agricultura, também apresentou um requerimento solicitando a reinstalação da Comissão Especial da Promoção da Igualdade.

    Um dos estreantes no parlamento, o deputado “Bobô'' requereu a criação da comissão especial de Desporto, Paradesporto e Lazer. Na sua justificativa, ele revela sua preocupação sobre o tema, falando sobre a necessidade de fortalecer o esporte e o lazer do estado, especialmente diante da nova conjuntura do país que sediará as Olimpíadas de 2016 no estado Rio de Janeiro.

  • Grupo protesta após morte de 12 jovens em confronto com Rondesp no Cabula

    Confronto com policiais militares provocou a morte de 12 jovens na madrugada de sexta-feira (6).
    Familiares e amigos das 12 vítimas fatais da operação policial comandada pela Polícia de Rondas Especiais (Rondesp), no bairro do Cabula, na madrugada de sexta-feira (6), estão fazendo um protesto na Estrada das Barreiras, próximo ao mercado Todo Dia.

    De acordo com informações da Central de Polícia, o protesto começou por volta das 17h30, com o fechamento da via pública. Segundo testemunhas, os manifestantes chegaram a atear fogo em um ônibus.

    A Superintendência de Trânsito e Transportes de Salvador (Transalvador) informou que uma viatura foi deslocada para o local, mas não encontrou o grupo de manifestantes. Não há informações sobre a situação do trânsito no local.
    Relembre o caso
    Uma troca de tiros no Cabula, em Salvador, deixou pelo menos 12 pessoas mortas e três feridas na madrugada desta sexta-feira (6). De acordo com a Central de Polícia, o tiroteio aconteceu por volta das 4h, na Estrada das Barreiras, entre um grupo com cerca de 30 homens e uma guarnição da Polícia de Rondas Especiais (Rondesp Central).

    Segundo a Polícia Militar, a guarnição da Rondesp recebeu a informação de que o grupo planejava arrombar uma agência bancária na Estrada das Barreiras. A PM encontrou um veículo abandonado durante uma ronda na área, e ao investigar a denúncia, percebeu que cerca de 30 homens estavam escondidos em uma baixada.

    A guarnição foi recebida a tiros, e um sargento da Rondesp foi atingido de raspão na cabeça. A PM revidou e feriu 15 homens durante o confronto. Eles foram socorridos para o Hospital Roberto Santos. Das vítimas, doze não resistiram aos ferimentos e morreram após dar entrada na instituição. O sargento baleado durante a troca de tiros também foi socorrido, medicado e liberado ainda na manhã desta sexta-feira (6).
    Inocência
    Famílias uniram-se pela dor no Cemitério Quinta dos Lázaros, no sábado (7), quando foram enterradas seis das 12 vítimas da operação policial. Dezenas de amigos, vizinhos e parentes estiveram presentes no sepultamento de Natanael de Jesus Costa, 17 anos, Vitor Nascimento, 20, Everson Pereira dos Santos, 26, Caíque Basto dos Santos, 16, Jeferson Rangel e Agenor Vitalino, 19, e afirmaram que os jovens eram inocentes.

    Familiares das vítimas disseram que foram ameaçadas no bairro por policiais - que apontaram armas para os ônibus que saíram do fim de linha da Engomadeira para o enterro - e garantiram que havia policiais à paisana no cemitério.

    "Eles estão botando medo, enfrentando a gente com armas. Os meninos protegiam a gente. A gente tem medo é da polícia", disse uma mulher que mora no bairro há 59 anos, pedindo anonimato. "É uma injustiça. Eles têm que pagar. É tudo mentira o que estão dizendo", bradou uma tia de Natanael que não quis se identificar, ao defender que o confronto alegado pela polícia não existiu.

    "Todo mundo gostava do meu filho... Ele era inocente! Agora vou criar os dois irmãos sozinha e trabalhar sozinha, porque era ele quem me ajudava", lamentava, aos berros, a costureira Marina Lima de Oliveira, 56 anos. Avó de Natanael, ela o criou como filho junto com os dois irmãos.
    Policiamento reforçado
    O policiamento na Estrada das Barreiras foi reforçado nesta sexta-feira (6) depois da morte de 12 suspeitos em confronto com a Polícia Militar na região do bairro do Cabula, segundo informou a Secretaria da Segurança Pública (SSP). Quatro guarnições da polícia de choque, com apoio da Rondesp, Esquadrão Águia e Operação Gêmeos vão agir no bairro por um tempo indeterminado.

    Segundo a polícia, há preocupação com retaliações de criminosos e o policiamento é para evitar represálias à população. Além disso, ainda hoje pela manhã, uma guarnição da Rondesp voltou ao local do tiroteio e foi alvo de disparos, segundo a polícia.

    Todos os mortos na ação policial já foram identificados, mas os nomes não foram divulgados até o momento. Pelo menos nove deles têm passagem policial, informa a SSP. A polícia também investiga a possibilidade dos suspeitos terem participado de um assalto a banco no Stiep esta semana.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.