APLB pedirá que negociação salarial dos professores de Salvador seja feita somente com ACM Neto

APLB pedirá que negociação salarial dos professores de Salvador seja feita somente com ACM Neto Destaque

A APLB Sindicato, que representa os professores municipais, orientará os servidores a aprovarem que as negociações salariais deste ano sejam realizadas somente com o prefeito ACM Neto (DEM). A categoria se reúne em assembleia nesta quarta-feira (2), às 8h, no Ginásio dos Bancários para analisar a possibilidade de uma greve.

“Negociação agora só com o prefeito. Cansamos de buscar as negociações com os secretários de Gestão e de Educação e não termos sucesso. Portanto, vamos levar amanhã para assembleia que negociação agora só com o prefeito. Desde março entregamos a pauta de negociações e, até agora, não deram retorno”, reclamou a diretora da APLB, Elza Melo. Segundo ela, o presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Júnior, deve intermediar a negociação com Neto.

Nesta terça-feira (1), a APLB se reuniu com o secretário municipal de Educação, Bruno Barral, mas não houve avanço em relação ao reajuste salarial dos professores municipais. A categoria pede um aumento de R$ 9,43%.

No encontro com Barral também foi discutido o corte em salários de professores que não teriam preenchido formulários sobre a situação de seus alunos. De acordo com a APLB, o corte de 15% penaliza ainda mais os profissionais e não há previsão legal para essa medida.

“Cortaram sem critério, de forma indiscriminada, são profissionais que estão de licença. Solicitamos ao secretário que haja a devolução imediata dos salários em folha suplementar. Ele responderá até amanhã de manhã”, adiantou a diretora.

About Author

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.